domingo, 3 de dezembro de 2017

Caos e estrelas

E eu vos direi: “Amai para entendê-las! Pois só quem ama pode ter ouvido capaz de ouvir e entender estrelas.
(Olavo Bilac)




Nietzsche estava certo... é preciso ter um pouco de caos dentro de si para que possa nascer uma linda estrela.
E ali, naquele momento, observando as grandes estrelas iluminadas na água, lembrei-me de que estrelas só surgem porque existe o caos. Eu parei de questioná-lo e então, eu pude ouvi-las.



- Posted using BlogPress from my iPhone

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Sentimentos





Há momentos na vida da gente, que palavras não são suficientes para expressar o que estamos sentindo.

Há momentos na vida da gente, que nem ao menos sabemos o que estamos sentindo.

Há momentos na vida da gente, que gostaríamos de apenas, não sentir.


- Posted using BlogPress from my iPhone

domingo, 26 de novembro de 2017

Só há um tipo de amor que dura, o não correspondido

Woody Allen um dia disse:



"Só há um tipo de amor que dura, o não correspondido."



Faltando poucos dias para o lançamento de Momento Certo na Amazon, enquanto revisava o livro para enviar para a diagramação, um trecho me chamou a atenção, não porque é o mais marcante do livro, longe disso, apenas porque mesmo tanto tempo depois de tê-lo escrito, eu me lembrei exatamente do dia em que escrevi esse trecho, me lembrei do que me inspirou a escrevê-lo, os sentimentos da Manuela, descritos naquele momento, eram tão reais e palpáveis, que eu arriscaria a dizer que essa, não era somente uma dúvida dela e percebo que quase dois anos - ou mais - depois, essa pergunta ainda faz sentido e provavelmente, sempre fará.


“Será que a pessoa que gosta de alguém, mesmo sabendo que esse alguém não sente o mesmo por ela, deve ser chamada de corajosa e ter o seu sentimento descrito como algo verdadeiro só porque ama sem receber nada em troca? Ou, essa pessoa deve passar por um tratamento de choque do tipo “ACORDA” e então perceber o tempo que está perdendo da sua vida por gostar de quem não lhe dá a mínima. Parece que existe uma linha tênue entre as duas hipóteses. Amar sem esperar nada em troca, segundo muitos escritores e pensadores, é o mais belo e verdadeiro tipo de amor. Será?”










terça-feira, 31 de outubro de 2017

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Por que você?








Não é o que você faz, porque outros já fizeram. É como você faz.



É o seu toque. É o seu jeito. O seu efeito.



Não é o que você diz, porque outros também já disseram. É como você diz.



É o sorriso malicioso. É olhar que enxerga além, é o abraço gostoso.



Porque não é você. É quem eu sou quando estou com você.
















- Posted using BlogPress from my iPhone





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...